administradora-de-condomínios-em-sp-como-escolher

A busca por uma administradora de condomínios em SP não é uma tarefa simples e requer alguns cuidados.

Para o síndico é uma tarefa que primeiramente requer análise do perfil e tipo do condomínio, se é um condomínio residencial ou condomínio comercial.

Dessa forma poderá iniciar uma pesquisa no mercado em busca da melhor administradora de condomínios para ser sua parceira.

Isso mesmo, parceira. O entendimento de que administradora é o braço direito do síndico se torna necessário, uma vez que trabalharão juntos e deverão ter uma relação profissional baseada principalmente na transparência e conduta.

A contratação de uma administradora de condomínios não elimina as funções do síndico na administração do condomínio. Ou seja, ele continua sendo importante e necessário na administração de um condomínio.

Confira abaixo algumas recomendações para realizar a escolha certa da sua administradora de condomínios.

Perfil da demanda na administração condominial em SP?

De acordo com o site Brasil Escola, São Paulo é a sexta cidade mais populosa do mundo. Atrás de cidades como Xangai (China), Mumbai (Índia), Karachi (Paquistão), Nova Délhi (Índia) e Istambul (Turquia).

Sendo assim, é compreensível que o maior número de condomínios também esteja em São Paulo. Do mesmo modo a demanda por uma administradora de condomínios em SP.

Algumas regiões de São Paulo possuem uma procura maior, muito em função de serem regiões com maior concentração de condomínios residenciais e comerciais.

Um síndico que procura por uma administradora de condomínios na zona sul de São Paulo, provavelmente necessite de administradora de condomínios residenciais.

Entretanto, se a procura for por uma administradora de condomínios no centro de São Paulo, possivelmente esteja querendo encontrar uma administradora de condomínios comerciais.

Entender o perfil do condomínio é fundamental para escolher a administradora certa para ser sua parceira na gestão do condomínio.

Mas como escolher a melhor administradora de condomínios em SP?

A diversidade na cidade de São Paulo exige que a escolha de uma empresa que administradora condomínios seja criteriosa e baseada em elementos importantes. Não pode ser feita considerando somente o critério de custo ou valor de contrato.

É fundamental que o síndico analise a estrutura, a experiência, tempo de atuação na área e a capacitação dos profissionais que administradora de condomínios possui.

Antes de tudo, o síndico precisa saber qual será a função da administradora e fazer a escolha com base no custo-benefício dos serviços que a empresa de administração de condomínios pode oferecer.

É importante destacar que a atuação de uma administradora de condomínios em SP pode ser bastante diversificada. Depende do perfil do condomínio e serviços contratados em cada região da cidade.

Sendo assim, algumas recomendações importantes para escolher a melhor administradora de condomínios em São Paulo são:

#1 – Experiência na administração de condomínios em SP

Em primeiro lugar, sem sobra de dúvidas, está a experiência na administração condominial na cidade de São Paulo. Uma cidade com o tamanho populacional e demandas de mega metrópole exige experiência em gestão condominial para tal.

Em outras palavras, a administradora de condomínios em SP deve ter experiência na gestão de diferentes tipos de empreendimentos. Conhecer os diferentes tipos de demandas que cada tipo de condomínio possui.

#2 – Profissionais especializados e altamente capacitados

Experiência só é válida se houver profissionais especializados e capacitados. De que adianta a administradora ser tradicional no mercado se o seu quadro de colaboradores for de profissionais juniores ou sem especialização em gestão de condomínios?

Para realizar uma administração de condomínios com excelência, antes de tudo, é necessário que os profissionais envolvidos conheçam a vida em condomínio. Entendam as diferentes necessidades que cada tipo de condomínio possui. Já tenham vivido experiências e desenvolvido soluções em diferentes tipos de situações.

O síndico que considerar a qualificação do quadro de funcionários da administradora, certamente terá um melhor suporte técnico. Além disso, estará mais perto de alcançar os resultados almejados na gestão do seu condomínio.

#3 – Cases de sucesso na administração de condomínios em SP

Analisar quais trabalhos já foram e são realizados pela empresa que administra condomínios é extremamente importante. Analisar bem a proposta de administração de condomínio e conhecer os casos de sucesso, dá ao síndico a possibilidade de comparar os resultados obtidos em outros condomínios com as suas necessidades.

Entretanto, vale uma ressalva. É importante comparar os resultados da administração condominial entre empreendimentos com as mesmas características.

De nada adianta avaliar a performance conquistada pela empresa na administração de condomínios comerciais em SP se o síndico procura por uma administradora de condomínios residenciais na cidade de São Paulo.

Uma administradora com ampla experiência e atuação diversificada, é capaz de apresentar casos de sucesso em diferentes tipos de administração condominial.

#4 – Tecnologia desenvolvida para a gestão de condomínios

Este é um ponto que fará uma grande diferença na administração de condomínios em SP. O avanço tecnológico e o perfil do paulistano, exigem ferramentas de comunicação e gestão ágeis, automatizadas e personalizadas.

A administradora de condomínios em SP que não tiver uma plataforma de gestão condominial que atenda tanto o síndico como o morador, não deve nem entrar na lista.

Hoje é essencial que a tecnologia dê suporte às necessidades do dia a dia do síndico e condôminos.

Para os condôminos, o mínimo necessário é que a administradora possua um sistema que permita a emissão de boleto, atualização de cadastro e divulgação de comunicados. Por exemplo: assembleias, memorandos, relatórios e comunicados em geral.

Para o síndico as necessidades são mais gerenciais. Controle financeiro, emissão de relatórios, balancetes e gerenciamento de folha de funcionários, por exemplo.

Como saber se a administradora de condomínios possui ferramentas de gestão de condomínios?

O síndico pode buscar no próprio site da administradora se ela tem estes recursos. O mais comum é que no próprio site haja uma área restrita para os clientes. Permitindo acesso rápido e seguro para serviços essenciais.

Aplicativos para celular também são ferramentas importantes. Principalmente o WhatsApp que permite uma comunicação direta com a administradora.

#5 – Reputação, histórico, conduta e certificação

Sem dúvida alguma a reputação e o histórico de serviços de uma administradora de condomínios farão toda a diferença quando se pensa em uma parceria duradoura e bem sucedida.

Inicialmente o síndico deve verificar se a administradora de condomínios é certificada. As principais certificações são ISO9001 e o PROAD.

ISO 9001 certificação dos processos na administração condominialcertificação de administradora de condomínios

PROAD é um Programa de Autorregulamentação da Administração de Condomínios criado para garantir a excelência na administração de condomínios.

Tem por trás as principais entidades do mercado imobiliário paulista como a Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC) e o Sindicato da Habitação (SECOVI-SP).

Atua certificando empresas especializadas em administração de condomínios considerando a conduta e os aspectos profissionais, operacionais e técnicos dos serviços prestados.

Cuidados ao contratar uma administradora de condomínios em SP

Contratar uma administradora para o seu condomínio precisa levar em conta alguns fatores legais. Como por exemplo:

SÓCIOS: Pesquise o nome dos sócios, veja se há ações criminais ou civis contra eles;

CERTIDÕES NEGATIVAS: solicite à empresa as Certidões dos Distribuidores de Processos Cíveis, Criminais e Trabalhistas, tanto da pessoa jurídica como dos sócios;

ENTIDADES: Verifique se a administradora é inscrita no Conselho Regional de Administração, se possui CRECI (número de inscrição obrigatória no Conselho Regional de Corretores de Imóveis), e se é filiada a entidades do setor (SECOVI, AABIC, ABADI).

Resumo

Resumindo, vimos que para contratar a melhor administradora de condomínios em SP é necessária uma análise especial. Contudo, realizando cinco passos principais o síndico conseguirá fazer a escolha certa.

Mesmo assim, segue uma lista de recomendações complementares a este artigo:

– Considere o tempo de atuação e experiência da empresa no mercado;

– Visite a sede;

– Comprove filiação e referência das entidades de classe;

– Obtenha referências junto aos síndicos dos condomínios administrados;

– Solicite referências bancárias;

– Exija ficha cadastral completa da empresa e sócios, inclusive antecedentes criminais;

– Analise a formação profissional dos sócios e colaboradores;

– Conheça o grau da tecnologia utilizada;

– Analise serviços e custos não previstos no contrato de administração;

– Solicite modelo de pasta de prestação de contas;

– Defina a sistemática a ser utilizada e a forma da prestação de serviços;

– Conheça o suporte oferecido nas áreas jurídica e de engenharia de manutenção;

Deixe seu comentário

Fique por dentro

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades.

Scroll Up

2ª VIA DE BOLETO

Selecione abaixo seu boleto

logotipo sob-medida

Por que gastar mais com serviços que você não usa?
A HABITACIONAL possui um pacote feito SOB MEDIDA para se condomínio.

Solicite uma proposta

** Região de atuação: SP - capital.
* Campo obrigatório

2ª VIA DE BOLETO CONDOMÍNIO

2ª VIA DE BOLETO ALUGUEL