Ampliação de área útil  com fechamento de fachada utilizando vidro exige autorização

Apesar de ser uma das grandes tendências do mercado imobiliário, o fechamento de fachanada com envidraçamento de áreas do prédio para transformação dos mesmos nas chamadas varandas gourmets, ou como extensão das salas de estar e até mesmo para ambiente de recreação das crianças, exige uma série de consultas para não acarretar em problemas para o condomínio. Existem muitas questões de segurança, estética e fiscalização que precisam ser observadas.

A primeira verificação necessária diz respeito à estrutura do prédio. O interessado precisa buscar a informação se ela foi preparada para receber esse peso extra. Além disso, a maioria dos condomínios que avaliam o assunto acabam optando pela definição de uma padronização em assembleia.

Envidraçar varandas

Outros condomínios não permitem o fechamento das fachadas em seu regulamento, alguns apenas por questões estéticas e outros por situações estruturais mesmo.

O que fazer então para prosseguir com o fechamento da fachada?

Ao fazer a verificação sobre a possibilidade de ir em frente com a transformação do ambiente o interessado no fechamento da fachada por meio envidraçamento precisa se preocupar em conseguir a aprovação da prefeitura da cidade para o fechamento desse espaço. Isto porque a mudança pode ser considerada pela Prefeitura como um acréscimo de área computável do apartamento com reflexos no cálculo do IPTU.

Outra preocupação se refere à questão dos ventos. Na concepção do projeto, os prédios são projetados para receber ventos de uma determinada intensidade, mas quando a varanda é fechada o edifício passa a desenvolver uma resistência maior à força dos ventos e isto pode trazer danos ao prédio.

Quer mais dicas sobre o seu dia a dia em condomínio, temos mais posts interessantes para você aqui!

Duvidas, deixe aqui seu comentário.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here