habitacional-culturadapaz-perfil do síndico

por Marcio Bagnato

“Este profissional pode atuar como agente facilitador, sintonizando a linguagem, alinhando as expectativas de todas as partes e propondo um choque de gestão e o despertar da consciência para os novos tempos, tempos de paz e respeito entre as pessoas e de consciência ambiental.”

 

Com o crescimento populacional das grandes metrópoles, e estas cada vez mais edificadas, tem sido corriqueiro o desgaste entre vizinhos por problemas relacionados àquilo que é comum a todos. Os serviços oferecidos pelos condomínios de modo geral e suas respectivas áreas.

As incorporadoras investem alto em grandes empreendimentos com conceito de serviços, operação estruturada de facilidades e, muitas vezes, entregam esta operação na mão de condôminos que exercem a função de síndico. Também, a outros profissionais externos ao condomínio, muitas vezes sem conhecimento ou interesse em desenvolver o conceito do produto. Pois, em geral, eles entendem como certo o desgaste futuro e o alto custo de manutenção desses sistemas, pois não enxergam vantagens neste conceito.

Uma nova tendência agora são os serviços compartilhados dentro dos condomínios, que é uma extensão do conceito inicial de rol de serviços operacionais. Estes, anteriormente, se limitavam à arrumação básica de unidades, pequenos reparos e manutenções, passeios com pets etc. Hoje vemos empreendimentos compartilhando espaços que até então eram individuais e passaram a ser comuns, como lavanderia coletiva, por exemplo.

Em uma sociedade onde a cultura do individualismo ainda é muito forte, apesar das novas tendências de mudança de hábito e comportamento das pessoas, o papel dos síndicos, gestores e administradoras de condomínios, tem sido fundamental na administração de conflitos dentro dos condomínios.

Perfil

Muitas pessoas ainda preferem ir para a rede social e reclamar de algo. Ou seja, ao invés de procurarem o responsável, apontar o eventual problema e expor uma ideia.

Muitos moradores preferem reclamar com o síndico sobre algum ocorrido, sem saber de fato o que aconteceu. Então vivemos em uma sociedade em que estes os administradores são muitas vezes chamados metaforicamente de bombeiros. Dessa forma, estão o tempo todo apagando as chamas provocadas por alguém que expôs um comentário ou postou algo nas redes sociais sem qualquer fundamento.

Aqui entendam como administradores como toda e qualquer pessoa que vive a rotina de gestão do condomínio.

Mas, em um cenário imobiliário em discreta recuperação, falar mal do condomínio onde mora de forma pública, pode representar prejuízo para o bolso.

O ser humano é individualista por natureza. Nosso comportamento carrega uma considerável carga genética dos nossos antepassados. O nosso sistema cerebral foi programado para ir em busca da caça (trabalho) e preservar nosso território (nossa casa inviolável).

Apesar da evolução dos seres humanos dotados de inteligência e racionalidade, continuamos com os mesmos instintos do homem primitivo. Dessa forma, isso, nos mantém individualistas e preocupados apenas com as nossas questões pessoais. Inclusive dentro do ambiente de condomínio.

Para que haja uma cultura de paz no condomínio, importante que os gestores passem por treinamentos específicos sobre comportamento humano para lidar com as questões que são apresentadas no dia a dia e propor uma verdadeira mudança de mentalidade. Com a assessoria de profissionais altamente capacitados e com comprovada sabedoria e domínio da ciência do comportamento humano, conseguiremos alinhar a necessidade dos moradores, dos gestores e dos síndicos.

Como o perfil do Síndico pode colaborar?

O perfil do síndico pode colaborar como agente facilitador. Sintonizando a linguagem, alinhando as expectativas de todas as partes e propondo uma forma de gestão condominial para o despertar da consciência em os novos tempos. Tempos de paz e respeito entre as pessoas e de consciência ambiental.

A paz não está no ambiente que vivemos, ela está dentro de cada um de nós. É algo de dentro para fora que pode mudar a mentalidade das pessoas da minha casa, do meu trabalho, do meu condomínio, do meu bairro e assim sucessivamente. Esse é o movimento!

Marcio Bagnato

Advogado com Pós-Graduação na área de Negócios Imobiliários, profissional com 28 anos de experiência em administração de condomínios e atualmente Diretor de Condomínios da administradora Habitacional.
Mais informações: marcio@habitacional.com.br.
Foto: Egydio Zuanazzi

Matéria reproduzida do site Direcional Condomínios.

comunicação do condomínio?

Assim, caso tenha grupos de mensagens no seu condomínio, como o WhatsApp, recomendamos cautela:

a) Ainda que o grupo seja criado por algum morador, cabe ao síndico, caso seja do seu interesse bem como do condomínio, assumir o papel de administrador e gerenciar o conteúdo;

b) Caso o síndico não tenha interesse na gestão do grupo, cadastre todos os participantes como administradores, de modo que se sintam responsáveis uns pelos outros e compartilhem financeiramente a reparação de eventual dano;

c) Crie regras de gestão de conteúdo para o grupo e estabeleça horários;

d) Apresente no grupo sugestões que possam contribuir com a melhoria administração do condomínio;

e) Críticas são sempre bem vidas, desde que acompanhadas de respeito por parte de todos;

f) Evite a participação de pessoas estranhas.

Resumindo

Portanto, caso alguém se sinta desmoralizado com algum comentário negativo que tenha gerado dano à imagem e a honra, o ofendido pode preservar as provas no smartphone e se dirigir até um cartório e fazer o registro de uma Ata Notarial. Ela é a lavratura de um documento público por meio de um tabelião, formalizando uma narrativa fiel de tudo aquilo que verificou por seus próprios sentidos sem emissão de opinião, juízo de valor ou conclusão. Este documento serve como prova pré-constituída para futura ação judicial, caso o agressor não registre em tempo hábil sua retratação. O valor das indenizações pode superar os R$ 15.000,00. Assim, antes de emitir qualquer comentário depreciativo, exercite se colocar no lugar do outro.

Marcio Bagnato

Advogado com Pós-Graduação na área de Negócios Imobiliários, profissional com 28 anos de experiência em administração de condomínios e atualmente Diretor de Condomínios da administradora Habitacional.
Mais informações: marcio@habitacional.com.br.
Foto: Egydio Zuanazzi

Matéria reproduzida do site Direcional Condomínios

Procurando por uma administradora de condomínios em sp?

Conte com a Habitacional como a sua parceira na gestão do seu condomínio. Temos a experiência de mais de 50 anos atuando no mercado. Possuímos certificações ISO9001 selo do PROAD.

Nossos profissionais são experientes e bem preparados para realizar uma excelente administração condominial.

Atuamos como administradora de condomínios em sp e atendemos as principais regiões. Se você procura na internet por: administradora de condomínios em sp centro, administradora de condomínios em sp zona sul ou administradora de condomínios em sp zona oeste, conte com a Habitacional.

Sua melhor parceira para uma gestão eficiente no seu condomínio.

Deixe seu comentário

Fique por dentro

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades.

Scroll Up

2ª VIA DE BOLETO

Selecione abaixo seu boleto

Cadastra-se

Selecione abaixo o tipo de cadastro

Esqueci minha senha

Selecione abaixo o tipo de senha

logotipo sob-medida

Por que gastar mais com serviços que você não usa?
A HABITACIONAL possui um pacote feito SOB MEDIDA para seu condomínio.

Solicite uma proposta

** Região de atuação: SP - capital.
* Campo obrigatório