* Fernando Fornícola

Buscar novas formas de reduzir as contas do condomínio é um dos maiores desafios de uma administradora. De um lado temos empresas que fornecem serviços, e buscam novas formas de aumentar o seu lucro e, do outro, estamos tentando aumentar a produtividade, economizando recursos e aprimorando a qualidade.

Com a crise que afeta o país já são 10 milhões de pessoas desempregadas, em São Paulo o número já chega a 1,6 milhões, equivalente a 10% da população. Em decorrência da crise, os moradores estão cada vez mais interessados em reduzir as contas do condomínio, participam ativamente nas decisões da assembléia e, infelizmente, a inadimplência também cresce.

Quase 60% do valor pago no boleto de condomínio, corresponde à mão de obra empregada, por isso uma solução é investir na capacitação de seus profissionais assim você aperfeiçoa os recursos existentes e contribui para reduzir as contas do condomínio.

É importante treinar os funcionários?

Qualificar e treinar os funcionários, além de oferecer educação, pode solucionar problemas e também preveni-los, assim a sua empresa poderá sair na frente neste mercado competitivo. É importante que o seu zelador  tenha conhecimentos básicos sobre planejamento e prevenção, gestão de pessoas e equipes, e principalmente sobre as despesas do condomínio e o reflexo causado no bolso dos moradores.

E que tipo de treinamento é eficiente nestes casos?

Assuntos de economia no cotidiano, uso racional de energia elétrica e água, conscientização sobre o uso de material de limpeza e também sobre o controle de estoque, noções de prevenção na manutenção de equipamentos, lembrando que economizamos mais quando prevenimos.

Você pode trazer um especialista de uma administradora de condomínios que apresente dicas de economia fundamental para toda a equipe, ou até mesmo preparar um líder de sua equipe para ensiná-los. Alguns exemplos práticos incluem: evitar o desperdício de água para a manutenção das áreas comuns do prédio alternando entre a mangueira e vassoura/ balde; orientar o síndico a cobrar os moradores em atraso sem se omitir; aproveitar ao máximo a luz do dia antes de acender todas as luzes do prédio; investir em luzes de LED, evitar o desperdício de materiais de limpeza, entre outros.

Um fator importante também é o controle da jornada de trabalho dos funcionários. Gastos com hora extra, folgas trabalhadas, férias acumuladas e rotatividade de colaboradores podem impactar as despesas de forma significante e elevar em até 40% a conta com pessoal.

Seguindo estas indicações de uma administração eficiente e regular, é possível reduzir em 10 a 15% as contas de um condomínio.

Investir na educação de seu colaborador, ensinando a mudar o seu comportamento e atitudes, garante que ele esteja consciente e atento a situação do país, em contra partida, a administradora poderá reduzir custos e contar com a colaboração dos funcionários para disseminar conhecimento adquirido entre os próprios moradores.

* Fernando Fornícola é presidente da Habitacional, administradora de condomínios.

habita

habita

Deixe seu comentário

Fique por dentro

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades.

Scroll Up

2ª VIA DE BOLETO

Selecione abaixo seu boleto

logo-footer.png

Solicite uma proposta

2ª VIA DE BOLETO CONDOMÍNIO

2ª VIA DE BOLETO ALUGUEL